Aborto, moral ou imoral?

Aborto Moral ou Imoral

Aborto, moral ou imoral?

O aborto de ser moral ou imoral, o fato é que o abortamento existe e continuará a existir, não importa o quanto se pretenda proibir. Segundo pesquisa realizada pela UNB, uma em cada sete mulheres brasileiras, entre 18 e 39 anos, já fizeram aborto. Isso significa um grupo de cerca de 5,3 milhões de brasileiras, ou 15% da população em idade reprodutiva. Quase metade delas é casada ou tem um companheiro, tem religião, e já tem filhos. Com esses números fica claro que as mulheres não vêem o aborto como método contraceptivo, muito menos como obrigação.

Qual a responsabilidade do estado?

Para muitos o Estado não tem responsabilidade nessas situações, apenas as mulheres são responsáveis e, por isso, precisam ser penalizadas. É imprescindível trazer esse debate para institucionalidade, pois o não amparo a uma mulher em situação de aborto, seja ele espontâneo ou impelido, é um desrespeito aos direitos humanos. Por trás do discurso contrário a legalização do aborto defendido pelos “providas” existem dogmas religiosos, misoginia e descompromisso com a realidade e informação sobre o tema. Em sua maioria encaram a gravidez indesejada como punição para mulheres que tem sua vida sexual emancipada.
Aborto Moral ou Imoral
A legalização do aborto é uma política pública que deve esta associada a outras políticas..
A legalização do aborto, seja ele medicamentoso ou cirúrgico, ‎é uma política pública que deve esta associada a outras políticas, como as de educação sexual e prevenção da gravidez, planejamento familiar, distribuição de métodos contraceptivos, dentre outras medidas. Em suma, é educação sexual para prevenir, métodos contraceptivos para não abortar, aborto legal e seguro para não morrer!

A defesa e respeito a vida deve ser feita em sua plenitude! Sigamos juntxs, denunciando o caráter machista desse Estado patriarcal, em defesa do nossas irmãs, em defesa da legalização do aborto. Nós todas nós!

Compartilhe esse conteúdo para mais pessoas!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin

ESPERE!

Se você procura pílulas abortivas, indicamos o parceiro abaixo: